Eu sabia disso HÁ MUITO TEMPO!

Um estudo científico conclui que: quanto mais sexo fazemos, mais esperto somos.

Não foram poucas as vezes que a ciência estudou a atividade sexual humana “com profundidade”, mas dessa vez temos resultados minimamente relevantes para o nosso mundo.

A investigação publicada na mais recente edição do Archives of Sexual Behavior revela como os indivíduos que praticam mais sexo são capazes de realizar processos cognitivos com melhor desempenho.

Foram entrevistados 6 mil adultos com idades entre 18 e 49 anos (a faixa demográfica economicamente ativa). O estudo explorou a relação entre a frequência com a qual eles faziam sexo e o seu desempenho ao executar duas tarefas de memória episódica, executadas sobre lapsos de dois anos de diferença.

O resultado mostra que os participantes que tiveram relações sexuais com maior frequência mostraram um melhor desempenho nos testes de memória. Incluindo aqueles que manifestaram maior envolvimento emocional durante o sexo, que foi o grupo que realizou a melhor evolução.

Ainda assim, a idade fez os seus efeitos, e todos, jovens e velhos, mostraram uma perda no desempenho da memória em relação à primeira fase do estudo.

Em outras palavras: a memória se deteriora com o passar dos anos, e essa é uma regra para todos. porém, o sexo ajuda a manter ativa a nossa inteligência.

Falando sério: talvez esse tipo de estudo pode ajudar a retardar efeitos de doenças neurodegenerativas, como é o caso do Alzheimer. Quem sabe também existe uma correlação entre o avanço dessas doenças com a ausência de uma vida sexual ativa.

Não posso afirmar nada, mas alguns casos pontuais se alinham com essa minha teoria.

De qualquer forma, o que posso dizer sobre esse estudo?

Que publiquei essa notícia como um click bait, mas com a certeza que muita gente vai ler isso aqui e pensar “ah… agora tudo se explica…”.

E devo deixar bem claro que eu sou bem esperto e muito inteligente, ok?

E é a ciência que está dizendo isso.

 

+info