Ter um potente PC Gamer propicia aos jogadores uma experiência fantástica de realismo e entretenimento. A boa notícia é que existe a oportunidade de poder escolher diferentes fabricantes para sua máquina. No entanto, a falta de alguns títulos exclusivos e o lado financeiro podem afastar algumas pessoas dos computadores.

Tendo em conta que se trata de um assunto que interessa aos fãs da tecnologia, separei alguns prós e contras de ter somente um PC Gamer como plataforma para jogos.

 

Maior flexibilidade na escolha de fabricantes e hardwares dos mesmos

Os jogadores de PC, ao contrário dos usuários de console, não estão vinculados a um fabricante como Sony, Microsoft ou Nintendo. Eles podem comprar suas peças e componentes de marcas e modelos distintos.

 

 

É claro que ao longo do tempo as pessoas vão adquirindo mais confiança em determinadas marcas (e perdendo em outras) e, até por isso, gera uma concorrência muito grande entre empresas para oferecer os melhores produtos. No entanto, é preciso estar atento com questões de compatibilidade e não errar na escolha das peças.

“Os componentes para a montagem de um computador são fabricados por fornecedores diferentes e existem grandes questões de compatibilidade e otimização de performance. Outro fator é que existe um alto risco de danificação caso uma peça seja escolhida errada, é necessário além de tudo um trabalho de pesquisa e atualização constante”, explica Pedro Wanderley, sócio da Digital Trooper.

 

Gráficos mais realistas, mas isso pode pesar no bolso

Diferentemente dos consoles, que geralmente trocam de geração a cada seis anos, peças de computadores saem a todo instante, o que dá uma vantagem muito grande ao PC — isso permite gráficos, sons e ambientes muito realistas.

Por outro lado, é preciso gastar uma grana considerável para ter um PC de última geração. A excelente placa de vídeo GEFORCE GTX 1080 Ti, por exemplo, é encontrada por mais de R$ 4 mil. Ainda, o uso de placas de vídeo para mineração de bitcoins fez com que a demanda por elas subisse – e, por tabela, seus preços também.

 

Opções de mais controles e muitos jogos gratuitos

O teclado e o mouse são imprescindíveis para muitos jogadores de PC e, no mercado atual, há muitos dispositivos projetados para atender a todas as necessidades. Os teclados mais modernos vêm em cores distintas, apresentam tempo de resposta excelente, têm teclas personalizáveis e são confortáveis aos jogadores.

Obviamente, há jogos que a melhor opção é utilizar o tradicional joystick. Alguns controles de console funcionam sem problemas e não precisam de instaladores para funcionar no computador. O controle do Xbox One (Microsoft) é uma escolha muito utilizada entre os usuários da plataforma, por exemplo. Também há opções interessantes de outros fabricantes, e uma delas é da Razer — popular entre os jogadores de PC.

 

 

Outra vantagem interessante do PC em relação aos consoles é o grande número de jogos gratuitos para download, conhecidos como free to play. Como no PC você não fica “preso” em uma única plataforma digital de vendas, há muitas opções para selecionar diversos títulos gratuitos. São exemplos de grandes plataformas digitais para o computador: Steam, Origin e Nuuvem.

 

O outro lado da moeda

Uma das desvantagens de ter somente PC Gamer e não ter um console em casa é não poder ter acesso alguns títulos exclusivos — e perder a oportunidade de jogar com alguns personagens que marcaram a história dos videogames, como Mario e tantos outros.

São alguns exemplos de títulos e franquias importantes que não estão disponíveis aos jogadores de PC: God of War, Uncharted, Heavy Rain, Detroit: Become Human, Spider-Man (que será lançado somente PS4 em setembro), MLB The Show e outros. A série Gran Turismo é outra que encontra-se exclusiva nos consoles. O Madden NFL, game de futebol americano da EA Sports, ficou mais de dez anos longe dos PCs. Antes da nova versão, o Madden 19, a última disponível no PC foi o Madden 08, em 2008.

Outro fator que faz com que algumas pessoas prefiram os consoles é a praticidade de transportar o mesmo de um lado para o outro e, assim, poder jogar com os amigos em qualquer canto. Embora isso seja possível em um PC, não dá para negar que os consoles são mais adequados para o uso imediato.

Sempre existirão argumentos cabíveis para a preferência de PC ou console, porém, para quem procura uma experiência mais realista e com mais possibilidades de personalização, o PC, na maioria das vezes, será a melhor opção.