android-home

Na última semana, especialistas em segurança digital confirmaram que a restauração de fábrica para os dispositivos Android não é o suficiente para remover todos os dados do usuário. Esses dados podem ser acessados por terceiros, principalmente aqueles que contam com mais experiência sobre o assunto. Logo, a solução é se proteger de alguma forma, e essa forma é codificando as suas informações anteriores.

A PSafe enviou o procedimento de proteção de dados do smartphone antes do reset de fábrica. E esse post revisa esses procedimentos.

 

Criptografe seus dados para fazer um Reset de Fábrica seguro em seu Android

A encriptação é um procedimento recomendado, pois todo o conteúdo antigo do smartphone ficará protegido. Se outro usuário tentar restaurar essas informações, o sistema vai pedir a chave de segurança criada por você, e dificilmente alguém vai conseguir quebrar essa criptografia.

 

Passo 1: A caminho da segurança

android-secure-01

Clique primeiro no ícone de configuração/ajustes/definições. Logo em seguida, clique na opção “Segurança”, como mostrado na imagem abaixo:

Agora, clique em “Criptografar telefone”.

 

Passo 2: Faça a primeira restauração de fábrica

android-secure-02

Agora, você fará a primeira restauração de fábrica. Vá novamente ao aplicativo de configurações, depois clique na opção “Fazer backup e redefinir”.

Agora, clique em “Redefinir Telefone” e aguarde a operação.

Passo 3: Carregue dados aleatórios

android-secure-03

Após a primeira restauração de fábrica, é importante que você não adicione nenhuma informação pessoal a mais. Principalmente, não coloque sua conta Google quando a mesma for solicitada na primeira inicialização. Para sobrescrever qualquer registro pessoal anterior, você deve colocar informações novas. Tem, no entanto, que inserir na memória de seu aparelho apenas dados não relacionados a você. Use a imaginação! Coloque fotos, vídeos, músicas e contatos falsos.

 

Passo 4: Repita o passo 2

android-secure-04

Faça uma nova restauração de fábrica para limpar as bobagens que colocou no passo 3. Se você quiser cuidado redobrado com a proteção dos seus dados, pode repetir os passos 2 e 3. Pronto! Está seguro para vender seu antigo smartphone Android.

Via assessoria de imprensa (PSafe)